Câmara Municipal recebe Encontro “O Caminho do Lixo Zero na política”

A Semana Lixo Zero contou com a participação de especialistas, empresas e organizações ativas no tema de gestão de resíduos sólidos, que implantaram o Programa Lixo Zero e já apresentam resultados consistentes. Na manhã desta 3ª feira (22/10), o evento “O caminho do lixo zero na política” aconteceu na Câmara Municipal de São Paulo, com o apoio e a participação do vereador Gilberto Natalini (PV-SP).

O evento é uma plataforma mobilizadora por nichos que tem como objetivo empoderar e trazer soluções para que a meta Lixo Zero alcance o maior número de cidades brasileiras. Composto por palestras, painéis, exibição de filmes e oficinas, a Semana estimula o intercâmbio de conhecimentos e experiências, bem como a abordagem da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) com responsabilidade e eficiência.

Participaram do debate os vereadores Gilberto Natalini, Soninha Francine (Cidadania) e Marina Bragante, representando a Deputada Marina Helou (Rede). O objetivo do encontro foi compartilhar com a sociedade civil os trabalhos e propostas que influenciam a implementação do conceito lixo zero na cidade de São Paulo. A moderação foi de Flavia Cunha, representante do Instituto Lixo Zero em São Paulo.

O vereador Natalini apresentou uma série de PLs e Leis de sua autoria como o 295/2019, que estabelece a obrigatoriedade da destinação adequada e implantação de logística reversa na cidade de SP, a lei 14.723/2008 (PL 300/07), que cria o Programa de Aproveitamento de madeira de podas de árvores, entre tantos outros. Também é responsável por várias campanhas de coleta de isopor, lixo eletrônico, …

“São Paulo gasta em torno de R$ 2 bilhões por ano para recolher seu lixo. A nossa cidade precisa entrar no século XXI e a solução é a logística reversa. A lei Nacional tem quase 10 anos e não avançou. O nosso projeto de lei 295/19, está sendo construído a muitas mãos, envolvemos FIESP, Fecomércio, AMLURB, cooperativas… Precisamos muito que esse PL seja sancionado e implementado”, disse Natalini.