Hoje é o Dia Nacional do Doador de Sangue

Hoje (25/11) é o Dia Nacional do Doador de Sangue. O mês de novembro foi escolhido no Brasil, por ser um período de estoques baixos nos bancos de sangue. A proximidade das férias, de datas comemorativas de final de ano, carnaval e outros períodos de feriados prolongados tornam esse dia especialmente importante, para promover o ato solidário e regular a doação de sangue.

O processo é bem simples. O doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenar em um banco de sangue ou em um hemocentro, em uso imediato para transfusões de sangue.

A quantidade de sangue retirada não afeta a saúde do indivíduo porque a recuperação é subsequente após a doação. Uma pessoa adulta têm em média cinco litros de sangue. Em uma doação são coletados no máximo 450 ml.
O primeiro passo é uma entrevista com o doador, visando a segurança tanto de quem está doando, como de quem está recebendo o sangue. É muito importante a honestidade nesse momento, porque é uma atitude irreversível.
Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (hemácias, plaquetas e plasma) e assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma coleta. Os componentes são distribuídos para os hospitais e atendem os casos de emergência e pacientes internados.

O Ministério da Saúde reforça: a cada bolsa de sangue doada é possível salvar até quatro vidas. A rede pública de saúde (SUS) reforça a importância da sociedade enxergar esse momento, como algo transformador. Hoje, existem 3,3 milhões de pessoas doadoras no Brasil. Isso significa que 16 a cada 1000 brasileiros doam sangue regularmente.

Como médico e vereador da cidade de São Paulo, eu reitero a importância deste ato nobre e que pode salvar muitas vidas.

Para saber e conhecer alguns locais de doação de sangue, na nossa cidade de São Paulo entre no link: http://natalini.com.br/utilidade-publica-saude/locais-para-doacao-de-sangue/

Doe sangue! Salve vidas!

Gilberto Natalini- Médico e Vereador PV-SP