Manhã da Saúde realiza centenas de exames nesse sábado

Voltado à população em situação de vulnerabilidade, principalmente a refugiados e imigrantes, o Grupo Mulheres do Brasil, por meio dos Comitês de Saúde e Inserção de Refugiados, em parceria com a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo – CAMA, realizou a segunda edição da Manhã da Saúde, neste sábado (19/10),  na Câmara Municipal de São Paulo. O evento contou com o apoio do vereador Gilberto Natalini (PV-SP) e de diversos outros parceiros.

Com atendimentos gratuitos, o objetivo principal do evento foi a conscientização sobre os cuidados e a prevenção da saúde. Foram fornecidos à população conhecimentos sobre atitudes importantes para se manter uma vida saudável, bem como orientações, dicas e cuidados sobre possíveis doenças.

As estações de atendimentos realizaram diversas ações, como antropometria, análise de pesos e medidas; aferição de pressão arterial e orientação a hipertensos; exame dextro, de glicemia capilar, com orientação sobre fatores de risco e prevenção de diabetes; vacinação contra o sarampo; orientações gerais e de nutrição; fonoaudiologia, com orientações e cuidados com a fala, voz, deglutição e audição; testes de HIV e Sífilis; saúde bucal, voltado para a higiene bucal infantil; cuidados com a pele e orientações sobre gravidez, pré-natal e amamentação; e uma estação específica para atendimento às mulheres, com orientação e prevenção ao câncer de mama e de colo de útero.

Houve atendimento especial também para as crianças, bem como um espaço dedicado aos pequenos.

“Após os atendimentos médicos, cada paciente recebeu uma ficha com o seu histórico de saúde e foi encaminhado à Unidade Básica de Saúde (UBS), da sua região, para dar continuidade ao tratamento”, informou Maria Cristina, coordenadora do núcleo saúde do Mulheres do Brasil.

“Ações como essa são de extrema importância. É o voluntariado apoiando pessoas que necessitam desse cuidado na área da saúde. Ao ser procurado para realização do evento, imediatamente abraçamos a causa”, disse o vereador e médico Gilberto Natalini.