No Brasil mais de 35 milhões de pessoas tem dificuldade visual

Hoje, 10 de julho, é comemorado o Dia Mundial da Saúde Ocular. Um assunto importante para a sociedade, principalmente nesses novos modelos de comportamento e estilo de vida da sociedade.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), atualmente cerca de 285 milhões de pessoas estão com problemas de visão, dos quais, entre 60% a 80% dos casos podem ser evitados e tratados. No Brasil, o último Censo Demográfico (IBGE 2010) identificou mais de 35 milhões de pessoas com alguma dificuldade visual.

Alguns dos sintomas são os olhos tremendo, lacrimejando e/ou avermelhados; visão embaçada e dificuldades de enxergar na luz.

Dentre tantos desconfortos recorrentes, está a exposição excessiva às telas de televisão, computador, celular, que podem ocasionar ressecamento nos olhos, cansaço visual e até distúrbios no sono. Por isso é tão importante se cuidar para prevenir problemas maiores.

E falando em problemas, os sintomas podem também gerar graves doenças, como o glaucoma, catarata, conjuntivite, retinopatia diabética e a degeneração macular relacionada a idade, cada qual diferenciando uma parte específica do olho afetada, com suas distintas funções.

A catarata, por exemplo, deixa opaco o cristalino do olho, caracterizando a diminuição da visão. É responsável por 47,8% dos casos de cegueira no mundo, principalmente na população idosa.

Conforme a idade vai avançando, as fibras de cristalino aumentam de espessura e de diâmetro, provocando uma vista cansada. Por isso, que uma parcela das pessoas a partir dos 45 anos de idade, precisa usar óculos de perto, mas nem todos relacionam isso com a doença.

É importante o indivíduo ir ao oftalmologista se caso estiver com suspeita. O tratamento é cirúrgico e muito eficaz em boa parte dos casos. Não perca tempo!

A visão é um dos sentidos mais importantes, portanto é importante preservá-la, dormindo de forma correta, no mínimo 8 horas por dia; não se expondo muito ao sol e utilizando óculos de sol com fator de proteção para raios ultravioletas; evitar coçar a região dos olhos e sempre manter a região limpa. No caso das mulheres, é importante limpar corretamente a região que contenha maquiagem, evitando assim reações alérgicas.

De acordo com o Ministério da Saúde, são realizadas quase 600 mil cirurgias de catarata por ano no Brasil. A intervenção para remoção, seguida do implante de lentes intraoculares, não só possibilita ao paciente voltar a enxergar, como ainda rejuvenesce a visão e aumenta a segurança ao se locomover por onde for.

Em São Paulo, no ambulatório médico do Cangaíba, onde sou voluntário há 43 anos, já realizamos diversos mutirões de catarata, com realização de exames e encaminhamento para cirurgias.

Gilberto Natalini- Médico e Vereador PV-SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *