250.000 paulistanos sofrem com Epilepsia

O médico e vereador Gilberto Natalini (PV/SP), a convite da Associação Brasileira de Epilepsia- ABE, ministrou palestra sobre “Como conquistar direitos para epilepsia”, no anfiteatro da UNIFESP, na noite desta 3ª feira (11). Também participou do debate a Dra. Laura Guilhoto, presidente honorária da ABE. 

Epilepsia é um transtorno do cérebro caracterizado por uma predisposição duradoura a crises epilépticas, e pelas consequências neurobiológicas, sociais, cognitivas e psicológicas desta condição. A definição de epilepsia requer a ocorrência de pelo menos uma crise epiléptica.

Na cidade de São Paulo tem em torno de 250.000 pessoas com epilepsia, 2% da população. É um público bastante significativa e faltam políticas públicas para atender essas pessoas. O preconceito com a doença ainda é muito grande, outro fator bastante problemático. 

“Não existe governo ruim para povo organizado. Vocês precisam se organizar e exigir os seus direitos. Eu estou aqui para ajudar, assim como fizemos com a psoríase, esclerose múltipla, epidermólise bolhosa e tantas outras patologias. Podemos fazer um Projeto de Lei referente a Atenção às Pessoas com Epilepsia e levar o assunto para os 3 âmbitos de governo (municipal, estadual e federal). Eu estou à disposição”, disse Gilberto Natalini. 

 

 

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

You must be logged in to post a comment.