Queremos a reabertura total do Sorocabana, 100% SUS!

Gilberto Natalini participou da comitiva que vistoriou na manhã desta 4ª feira (5), o Hospital Sorocabana, na Lapa, juntamente com outros vereadores e o Secretário Municipal de Saúde, Edson Aparecido. 

Na região há 300 mil moradores sem um leito público em hospital. “Acreditamos que é fundamental sua reabertura 100% SUS com administração direta e conselho gestor com participação popular”, disse Zagato- representante do Conselho Municipal Participativo da Lapa.

O Hospital Sorocabana foi construído em 1955, em um terreno doado pelo Estado, e durante 55 anos atendeu a comunidade na região. Em 2010, por conta das dificuldades financeiras o equipamento público foi fechado. O complexo, considerado um dos mais importantes da zona oeste, já teve em funcionamento 156 leitos.

Em 2012, a gestão da unidade hospitalar passou a ser de responsabilidade da prefeitura. Atualmente, três dos sete andares são ocupados pela unidade da Rede Hora Certa. São oferecidos exames, consultas, cirurgias e assistência médica ambulatorial com capacidade para cinco mil consultas/mês.

Em maio, surgiu a possibilidade de transferência da gestão do hospital para a rede privada. Mas não foi possível, já que a posse do terreno é do Estado e há dívidas imobiliárias. Para o secretário de saúde de São Paulo, Edson Aparecido é preciso buscar uma solução sob o ponto de vista jurídico e saber de quem é efetivamente a posse desse equipamento público. “Queremos construir uma solução para reabertura do hospital”, afirmou o secretário.

O vice-presidente da Comissão de Saúde, Gilberto Natalini (PV), afirmou que espera que Estado e município retomem, reformem, equipem e entreguem o hospital sorocabana para toda a população da região. “Queremos a reabertura total do Sorocabana, 100% SUS”, disse Natalini.