Poluição do ar mata! Regulamentada a lei de redução de poluição do ar.

Mais de 17 mil pessoas morrem todos os anos no estado de São Paulo diretamente vítimas da poluição do ar. O índice de mortalidade registrado pelo Instituto Saúde e Sustentabilidade, é principalmente provocado pela emissão de poluentes por frotas de ônibus e caminhões movidos a diesel nos grandes centros urbanos.


Boa notícia: foi publicado nesta 3ª feira (17/07) o Decreto 58.323, que define as competências, a composição e o funcionamento do Comitê Gestor do Programa de Acompanhamento da Substituição de Frota por Alternativas Mais Limpas.
O vereador Gilberto Natalini (PV) é um dos articuladores da Lei 16.802/ 2018, que dispõe sobre o uso de fontes motrizes de energia menos poluentes e menos geradoras de gases do efeito estufa na frota de transporte coletivo urbano do Município de São Paulo.
A Lei Inclui os ônibus e micro-ônibus da frota de transporte coletivo, os fretados, os caminhões de coleta de lixo, ônibus intermunicipais do sistema EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, ônibus rodoviários, de fretamento, o TEG – Transporte Escolar Gratuito, os caminhões da CEAGESP e todos os veículos a diesel de empresas que tenham contrato com a administração pública, inclusive caminhões de lixo.
Pela nova lei em até 10 anos deverá haver 90% de redução de poluentes particulados e 50% de redução de gases de efeito estufa. E em até 20 anos deverá zerar as emissões. É uma vitória ambiental e de saúde humana!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *