Proposta do Observatório do Clima será entregue em Paris

Há 14 anos é realizada em São Paulo a Conferência de Produção Mais Limpa e Mudanças Climáticas com o objetivo de intermediar o diálogo entre cidadãos, instituições, iniciativa privada e governo para aprofundar a discussão sobre os três pilares da sustentabilidade: ambiental, econômico e social e propor políticas públicas e legislações de caráter mais objetivo e resolutivo.

unnamed
O tema escolhido neste ano é mais que atual e urgente já que São Paulo e o Brasil atravessam uma grave crise hídrica e energética. A Palestra Magna será proferida pela ex- ministra do Meio Ambiente e ambientalista Marina Silva .
Durante todo o dia autoridades de diversas áreas dos governos estadual e municipal e entidades da sociedade civil, além de especialistas da iniciativa privada, governo, universidade e terceiro setor irão expor ações focadas nas questões de sustentabilidade.
Durante a Conferência P+L será elaborado documento para ser encaminhado à COP 21, uma grande e importante conferência internacional cuja agenda é chegar a um acordo global sobre mudanças climáticas que deverá entrar em vigor em 2020. O novo acordo irá substituir o Protocolo de Kyoto, de 1997.
O vereador Gilberto Natalini (PV) autor da lei que criou a Conferência Produção Mais Limpa e proponente do encontro desta terça-feira (22) será o representante oficial da Câmara Municipal de São Paulo na COP 21, viajando a Paris às suas expensas.
“O encontro em Paris é importantíssimo já que se buscará um novo acordo mundial para mitigar as emissões de gases de efeito estufa que são os responsáveis pelo aquecimento do planeta”, ressalta o vereador que tem vários Projetos de Lei (PLs) em favor da energia limpa, fontes alternativas sem combustíveis fósseis e modais de transporte menos poluentes.

Na COP 21 será defendida a proposta do Observatório do Clima. “O planeta precisa do compromisso do Brasil e nós queremos energia solar, desmatamento zero, reciclagem de lixo, além de trens e frotas menos poluentes” informa o vereador.
A 21ª Conferência do Clima acontece em dezembro e terá como meta principal costurar um novo acordo entre países com o objetivo de minimizar a emissão de gases de efeito estufa, diminuindo o aquecimento global e em consequência limitar o aumento da temperatura global em 2ºC até 2100.

About natalini

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.