Por São Paulo mais sustentável

Os geradores são dispositivos usados em vários locais de serviço como hospitais, shoppings, prédios, para aumentar a energia presente ou em caso de apagões ou oscilações no fornecimento de energia. Mas, é preciso torná-los mais sustentáveis, sobretudo em relação à eficiência energética e a redução das emissões de gases poluentes.

De acordo com a médica especialista em Patologia e Saúde Ambiental, doutora Evangelina Vormittag, morrem, ao ano, em torno de cinco mil pessoas por conta da poluição na cidade. Na região metropolitana de São Paulo, são oito mil pessoas. No estado todo, são mais de 17 mil, dados de junho de 2017. Uma situação grave na nossa saúde pública.
Por isso, é extremamente importante procurar soluções que reduzam cada vez mais a emissão dos gases de efeito estufa e outros poluentes como óxido de enxofre e material particulado.
O biodiesel é uma opção para substituir o diesel convencional. As principais matérias-primas oriundas do biodiesel são os óleos vegetais, o reuso do óleo de cozinha e a gordura animal. Por ser um recurso renovável e minimizar os danos do efeito estufa, a ampliação da utilização desse combustível pode ser muito benéfica para o meio ambiente.
O Gás Natural é um combustível fóssil, não renovável, mas em comparação com os outros combustíveis provenientes do petróleo, é menos poluente, o que o torna uma alternativa.
O etanol é um biocombustível renovável, produzido a partir da cana de açúcar. De acordo com um estudo realizado pela Embrapa, a utilização do Etanol pode reduzir em 73% as emissões de CO2, comparado com a utilização da gasolina. Isso ocorre porque as emissões de gás carbônico nos motores a combustão interna é compensada pela captura do mesmo gás, pela cana-de-açúcar, durante  o seu crescimento, através do mecanismo da fotossíntese.
São alguns exemplos de combustíveis que poluem menos e são produzidos a partir de elementos da natureza.
Pensando nestas soluções, sou autor do PL 0562/2014 que estabelece a adoção de combustíveis menos poluentes para os geradores, na cidade de São Paulo. O PL foi aprovado em 1ª votação e segue tramitando na Câmara Municipal de São Paulo.
Sempre deve ser pensado em soluções mais acessíveis e que não agridam a população e o meio ambiente. O mandato sempre se encontra atuante nestas causas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *