Basta de violência contra a mulher!

O mês de novembro é marcado pela conscientização em respeito às mulheres. A violência só aumenta nas grandes cidades e, com relação às mulheres, isso se torna ainda mais grave, colocando-as em situação de vulnerabilidade, o que é inaceitável.

Aqui no Brasil, a data alusiva a essa causa é dia 25 de novembro, que marca o início dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, com um calendário que passa também pelo Laço Branco, em 6 de dezembro – Dia Nacional e de Mobilização Estadual dos homens pelo Fim da Violência Contra as Mulheres – e se estende até o dia 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Os casos de feminicídio têm aumentado gradativamente. No estado de São Paulo, por exemplo, em 2019 (de janeiro a setembro) houve um aumento de 27%, se comparados ao mesmo período do ano anterior, 2018, de acordo com uma pesquisa realizada pelo G1 e pela GloboNews. Nos primeiros nove meses deste ano, 119 mulheres foram mortas, contra 94 em 2018. No período, 54 autores de feminicídio foram presos em flagrante.

Tenho ações e leis em São Paulo na intenção de minimizar esse problema em nossa cidade, como a lei nº 13.466/2002, que realiza cirurgias plásticas, em hospitais da rede pública, às mulheres vítimas de violência doméstica. Também é de nossa autoria a lei nº 16.490/2016, que autoriza mulheres e idosos a descerem fora dos pontos de ônibus, entre 22h e 5h.

Ainda há muito que se fazer para conscientizar a população sobre a violência contra as mulheres, precisamos da união de todos nessa luta. #violênciacontramulhernão

Gilberto Natalini- Vereador PV-SP