[05/06/2009 16:11:34] Secretaria de Participacao e Parceria realiza Seminario Internacional de Politicas Publicas de Drogas e alcool

Secretaria de Participação e Parceria realiza Seminário Internacional de Políticas Públicas de Drogas e Álcool

No último dia 5 de junho, aconteceu no Plenário da Câmara Municipal de São Paulo, o “Seminário Internacional de Políticas Públicas de Drogas e Álcool”, organizado pela Secretaria Municipal de Participação e Parceria, através da Coordenadoria de Atenção às Drogas (CDR) e do Conselho Municipal de Políticas Públicas de Drogas e Álcool de São Paulo (COMUDA), em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas de Álcool (INPAD).

O Vereador Natalini presidiu a mesa de abertura juntamente com o Secretário Ricardo Montoro; além de contar com as presenças do Dr. Ralf Hingson – psiquiatra da N.I.A.A.A, Dr. Edemur Ercílio Luchiari – Delegado da Polícia Civil de São Paulo e Vice Diretor da Academia de
Polícia, Dr. Laco – Presidente do COMUDA e Coordenador do CDR, Prof. Dr. Ronaldo Ramos Laranjeira – Coordenador da Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas UNIAD/ UNIFESP e Dr. Reynaldo – Delegado de Polícia do DENARC.

No evento, foram realizadas palestras sobre os seguintes temas: “Álcool e drogas na cidade de São Paulo – Atualidades” e “Quais as estratégias que funcionam na prevenção da dependência química – o que os municípios podem fazer”. O psiquiatra da National Institute of Alcohol (NIAAA) – EUA, Professor Dr. Ralph Hingson, esteve presente e foi o responsável pela segunda palestra, que contou com tradução simultânea.

Além das paletras, foi divulgado também o resultado oficial da II Pesquisa Beber ou Dirigir, que ocorreu entre os dias 17 de abril e 23 de maio. O levantamento abordou motoristas nos fins de semana, nas regiões de São Paulo com grandes números de bares.

Para o Vereador Gilberto Natalini, esse evento foi de extrema importância, levando-se em consideração a troca de experiência entre países. Natalini, enquanto Secretário de Saúde de Diadema, foi o responsável pelo início das blitz em bares, lacrando aqueles que estavam fora dos padrões sanitários, reduzindo assim em 60%, os crimes no município. O Vereador, enquanto Secretário de Participação e Parceria, também foi o responsável pela criação do Guia Prático sobre Uso, Abuso e Dependência de Substâncias Psicotrópicas para Educadores e Profissionais de Saúde.

Seminário Internacional de Políticas Públicas de Drogas e Álcool

[12/04/2007 14:58:54] Aquecimento Global

Aquecimento Global na Câmara de São Paulo

Será instalada na Câmara Municipal de São Paulo, nesta terça feira 17/04/2007, a Comissão de Estudos para Apreciar os Problemas, Impactos e Discutir a Relação entre Causas e Efeitos do Aquecimento Global e a Cidade de São Paulo, com a aprovação do PR 06-002/2007.

A Comissão é Presidida pelo Vereador Gilberto Natalini e composta pelos vereadores Juscelino Gadelha, Soninha, Roberto Trípoli, Rubens Calvo, Toninho Paiva e Celso Jatene.

A Comissão tem por objetivo compilar dados e conhecimentos e assim avaliar de forma mais precisa as condições da cidade e, no relatório final, propor e cobrar medidas concretas e políticas públicas para prevenir as causas e efeitos do aquecimento global na cidade de São Paulo.

As reuniões da Comissão de Estudos serão realizadas todas as 4ªs feiras, às 10:00 horas, no 1º subsolo desta Edilidade, Sala Sergio Vieira de Mello, situada no Viaduto Jacareí, 100 – Centro.

Abaixo o calendário já agendado:

19/04/2007 , 25/04/2007

02/05/2007 , 09/05/2007 , 23/05/2007 , 30/05/2007

06/06/2007 , 13/06/2007 , 20/06/2007 , 27/06/2007

Convidados: Prof. Carlos Nobre, Antonio Fernando Pinheiro Pedro, Prof. Luiz Gylvan Meira Filho, Ernesto Cavasin Neto, Secretário Municipal do Verde e Meio Ambiente – Eduardo Jorge Martins Alves Sobrinho, Diretor de Desenvolvimento da Arcadis Logos Ltda – Manoel Antônio Amarante Avelino da Silva, Prof. Arlindo Philippi Junior, Prof. Paulo Artaxo, Prof. Jacques Marcovitch, Prof. José Goldemberg, Secretário Estadual do Meio Ambiente – Francisco Graziano Neto, Presidente da CETESB – Fernando Rei e representante da Fundação Clinton.


Reunião realizada no dia 19/04/2007:

 
Prof. Carlos Nobre e o Presidente da Comissão, Ver. Natalini

Vereadores discutiram como a população e o poder público poderiam intervir nas conseqüências trazidas pelas alterações ambientais (leia mais…)

Reunião realizada no dia 25/04/2007:

foto: Andrei Bonamin

Advogado Ambientalista Antonio Fernando Pinheiro Pedro

Inspeção veicular obrigatória e consumo de energias alternativas foram as medidas apontadas na reunião desta quarta-feira para melhoria da qualidade de vida dos paulistanos (leia mais…)

Reunião realizada no dia 02/05/2007:

 
Presidente da Comissão, Ver. Natalini, Consultor da Price Waterhouse Coopers, Ernesto Cavasin Neto e o Prof. da USP, Luiz Gylvan Meira Filho

Professor da USP e consultor afirmam que o País deve tomar posição diante do problema em todas as esferas de governo (leia mais…)

Reunião realizada no dia 09/05/2007:

 
Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambiente, Eduardo Jorge e o Presidente da Comissão, Ver. Natalini 

Eduardo Jorge falou sobre a emissão de gases de efeito estufa na cidade e sobre a implantação de parques lineares como forma de combater enchentes (leia mais…)

Reunião realizada no dia 23/05/2007:


Profa. do Laboratório de Ecologia da Universidade de Santo Amaro (Unisa), Tatiana Pavão, o Presidente da Comissão, Ver. Natalini e o Prof. da USP, Arlindo Philippi Junior. 

Prof. pedem políticas metropolitanas na CPE do Aquecimento (leia mais…)

Reunião realizada no dia 30/05/2007:


Presidente da Comissão, Ver. Natalini na reunião do Aquecimento Global 

CPE do Aquecimento Global começa a discutir relatório final (leia mais…)

Reunião realizada no dia 06/06/2007:

foto: Milton Mansilha

Professor do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP), Paulo Artaxo

Professor da USP defendeu mudanças nas políticas públicas de transporte para reduzir a emissão de gases de efeito estufa (leia mais…)

Reunião realizada no dia 13/06/2007:

foto: Andrei Bonamin

Reunião do Aquecimento Global

Diretor de Desenvolvimento de Negócios e acionista da Biogás Energia Ambiental S/A, Manoel Antonio Avelino da Silva,  falou sobre a tecnologia usada para produzir energia a partir do biogás em aterros sanitários, sobre projetos de mecanismos de desenvolvimento limpo (MDL) e sobre o mercado de crédito de carbono no Brasil (leia mais…)

[17/04/2007 18:38:52] Carlos Nobre na Camara de SP

Professor Carlos Nobre discute
aquecimento global na Câmara de SP

Na quinta feira, 19 de abril, o pesquisador Carlos Nobre, membro do Grupo de Trabalho 2 do Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática, participará da primeira reunião da Comissão de Estudos sobre o Aquecimento Global criada na Câmara Municipal de São Paulo. O professor discutirá a relação da cidade com as causas e efeitos do fenômeno.

Conhecido internacionalmente por seus estudos que relacionam a ação antrópica na Amazônia às alterações climáticas globais, Carlos Nobre é presidente do International Geosphere-Biosphere Programme – IGBP (Programa Internacional da Geosfera-Biosfera). O programa une sociedades científicas de todo mundo em uma pesquisa interdisciplinar sobre as mudanças ambientais. Ele é membro da Academia de Ciências do Mundo em Desenvolvimento (TWAS), na categoria Ciências da Terra, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), e da Academia Brasileira de Ciências.

O pesquisador avalia que o aquecimento urbano é o principal problema dos paulistanos. Graças ao fenômeno “ilhas de calor”, por exemplo, o centro da capital paulista está três graus mais quente do que há 50 anos. Para se ter uma idéia da gravidade do fato, no último século a temperatura média da Terra subiu 0,7º C e isso já determinou a elevação do nível do mar entre 10 a 25 centímetros.

Diminuir o trânsito de veículos, expandir o transporte público e as ciclovias na região metropolitana, além de incentivar o plantio de árvores são algumas das propostas que Nobre apresentará aos membros do grupo de estudos.

Composta pelos vereadores Juscelino Gadelha, Roberto Trípoli, Rubens Calvo, Toninho Paiva e Celso Jatene, a Comissão é presidida pelo vereador Gilberto Natalini. O objetivo é fomentar um debate que aprecie os problemas, impactos e a relação entre as causas e efeitos do aquecimento global com São Paulo. Para que assim os legisladores possam criar mecanismos que driblem o futuro delineado pelo efeito estufa.
 

A Comissão será instalada na Câmara na terça feira 17. Dois dias depois, acontece a primeira reunião no auditório Prestes Maia, 1º andar, às 10h.

Serviço
Reunião Inaugural da Comissão de Estudos sobre o Aquecimento Global da Câmara Municipal, com a presença de Carlos Nobre
Data: Quinta feira, 19 de abril
Horário: 10h
Local: Câmara Municipal de São Paulo – viaduto Jacareí, 100 (Centro) – Plenário Prestes Maia (1º andar)

[04/05/2007 18:18:41] Mudas Serao Plantadas em SP

Mais de mil mudas serão plantadas em SP

São Paulo pode comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho, de cara nova. Por iniciativa do vereador Gilberto Natalini (PSDB), cerca de 1400 novas árvores serão plantadas na cidade durante as comemorações da data.

Natalini sugeriu nesta semana que a Câmara Municipal plante 55 novas árvores na cidade, uma para cada vereador. Um acordo com a Secretaria Municipal de Saúde vai permitir o plantio de duas árvores em cada uma das 600 Unidades Básicas de Saúde do município. Além disso, o gabinete de Natalini também irá se mobilizar no dia. Em um mutirão no bairro de Cidade Ademar, cada um de seus 17 assessores irá plantar 10 árvores.

Iniciativas como essa não são novidade na trajetória de Natalini. Com o objetivo de minimizar enchentes e melhorar o clima na cidade, o vereador, por exemplo, criou a Lei que determina que   estacionamentos que se apóiam no solo com área igual ou maior a 100m²  plantem árvores a cada 40 m².

[08/05/2007 12:43:47] P+L 6

6º Conferência Municipal – Produção Mais Limpa
Cidade de São Paulo

A Produção Mais Limpa é uma estratégia preventiva que possibilita as empresas melhorarem a sua produtividade, performance ambiental, a eficácia, a satisfação dos colaboradores e da comunidade e a imagem pública.

A Produção Mais Limpa tem por objetivo promover um amplo debate com a iniciativa privada, administração pública, terceiro setor, instituições de ensino e a sociedade civil, sobre experiências e a prática de Produção Mais Limpa nas empresas do setor público e privado (pequenas e médias empresas), indústrias, comércio e serviços.

Calendário das Pré Conferências:

18/06 – 19:00h
Pré Conferência – Produção Mais Limpa – Zona Sul
Local: Associação Comercial de Santo Amaro – Rua Mario Lopes Leão, 406 – Santo Amaro

23/06 – 10:00h
Pré Conferência – Produção Mais Limpa – Zona Leste
Local: Teatro Martins Penna – Largo do Rosário, 20


25/06 – 19:00h
Pré Conferência – Produção Mais Limpa – Zona Oeste
Local: Subprefeitura de Pinheiros – Av. Nações Unidas, 7123 – Auditório

30/06 – 15:00h
Pré Conferência – Produção Mais Limpa – Zona Norte
Local: UniSant´Anna- Rua Voluntários da Pátria, 257 – Santana

6ª Conferência Municipal Produção mais Limpa

22/08 – 8:00h às 18:00h
6º Conferência Produção Mais Limpa
Local: Memorial da América Latina – Auditório Simon Bolívar – Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda – São Paulo/SP –
Portão 13
Clique aqui para se inscrever

[10/05/2007 11:33:54] Municipio Saudavel

Município Saudável

O Município Saudável é um conceito definido pela Organização Mundial de Saúde – OMS – como “… aquele que coloca em prática de modo contínuo a melhoria de seu meio ambiente físico e social utilizando todos os recursos de sua comunidade". Portanto, considera-se um município ou cidade saudável aquela em que os seus dirigentes municipais enfatizam a saúde de seus cidadãos dento de uma ótica ampliada de qualidade de vida.

A participação social e a ação intersetorial são os principais pilares de uma iniciativa de municípios / cidades saudáveis. A filosofia de municípios saudáveis iniciou-se nos anos 70, dentro de um processo de evolução conceitual da promoção da saúde e nos moldes propostos pela Carta de Ottawa. A cidade de Toronto foi a pioneira nesta experiência, que depois se expandiu para algumas cidades européias apoiadas pela OMS, difundindo-se mundialmente através de redes de cidades, países e regiões através do mundo, transformando-se em um movimento internacional.

Na América Latina e no Brasil iniciou-se nos anos 90 sob a direção da Organização Pan-Americana da Saúde – OPAS/OMS, sob a denominação de municípios saudáveis; tendo em vista que o município é a estrutura político-administrativa da Região melhor representada. Inúmeros são as iniciativas existentes atualmente na América Latina formando redes de municípios, cantões, paróquias, etc., em países como México, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Chile.  No Brasil temos como exemplo São Paulo, Campinas, Santos, Jundiaí, Sobral, Crateús, Anadia, Maceió, Chopinzinho, etc.

A partir de 1998, o movimento foi impulsionado com a realização do I Fórum Brasileiro de Municípios Saudáveis, sob iniciativa da cidade de Sobral, em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASEMS), Ministério da Saúde e OPAS/OMS, além de instituições acadêmicas e com importante participação de prefeitos, profissionais de saúde e associações comunitárias.

Em 1999, durante o XV Congresso do CONASEMS, foi lançada a Rede Brasileira de Municípios Saudáveis, com participação de cerca de 40 secretarias municipais de saúde interessadas.  No ano seguinte, após presidir o XVI Congresso do CONASEMS, o Vereador Gilberto Natalini incorporou em seu mandato o conceito de "Município Saudável" definido na carta de Quebec – Canadá.

Quando eleito vereador, Natalini instalou na Câmara Municipal o Ciclo de Debates "Município Saudável" contando com a participação de conceituados pesquisadores, cientistas, médicos e técnicos ambientais. Foram realizadas 13 Rodadas do Ciclo de Debates em três anos e meio, com a discussão e análise dos problemas que impedem o paulistano de levar uma vida saudável e as soluções para melhorar a qualidade de vida na cidade. Os temas abordados foram o reuso da água, saneamento básico, aproveitamento de resíduos, impacto das estações rádio base sobre a saúde humana, saúde mental entre muitos outros.

Essas discussões geraram diversos projetos de lei como a lei que propõe a utilização de água de reuso na limpeza dos locais públicos; a lei que exige o plantio de árvores em estacionamentos com área acima de 100 m²; a lei que cria o título de referência urbana local para preservar o patrimônio histórico da cidade e a que propõe a troca da matriz energética nos veículos de transporte público para gás natural.

Ciclo de Debates Município Saudável da Câmara Municipal de São Paulo

Mensalmente é realizado na CMSP, o ciclo de debate município saudável, coordenado pelo Vereador Natalini. Desde o início da gestão do Vereador na CMSP, já foram realizados 17 ciclos. Entre os temas, tivemos: Financiamento do SUS, Saúde da Mulher Adolescente, Transporte e Qualidade de vida, entre outros.

Desses debates, transformaram-se em leis, idéias muito importante, como Plantio de Árvores em estacionamento, Reúso da Água, entre tantos outros.

A realização deste evento ressalta a importância do tema e pretende demonstrar que a chave para construir um Município Saudável é muitas vezes uma mudança de atitude quanto aos modos de promover a saúde no sentido mais amplo, através de mudanças nas políticas, legislações e serviços que geralmente o município provê. Portanto, é fundamental que todo o corpo técnico municipal conheça em que consiste a estratégia de Município Saudável e que a adote em suas rotinas, pois todos os setores podem realizar contribuições construtivas para esta abordagem. É importante que a estratégia seja implementada intersetorialmente porque várias ações fora da área da saúde são determinantes para a melhoria da qualidade de vida da população.

[31/05/2007 09:44:12] Mr. Ira Magaziner na P+L

Ex-membro do governo Clinton participará de Conferência

Diretor da Iniciativa de Mudanças Climáticas da Fundação Clinton (EUA), Mr. Ira Magaziner fará a Palestra Magna de Abertura da 6º Conferência de Produção Mais Limpa no dia 22 de agosto. Balizado pelo tema do evento, “Aquecimento Global e a Cidade de São Paulo”, o especialista delineará o quadro construído pelas conseqüências do efeito estufa e o trabalho que a Fundação Clinton vem desenvolvendo para driblar isso.

Esta será a primeira vez que a Conferência receberá um convidado internacional e, pelo jeito, em alto estilo. Isso porque Magaziner porta um currículo de fazer inveja a qualquer engajado em causas humanitárias. Por 6 anos atuou na Casa Branca como Conselheiro Sênior para Desenvolvimento de Políticas do Presidente William Jefferson “Bill” Clinton. Atualmente, na fundação William Jefferson Clinton, Magaziner preside o conselho da Fundação.

Criou e hoje dirige a iniciativa de intervenção HIV/AIDS da instituição. O objetivo do programa é ajudar países em desenvolvimento a planejar e implantar programas integrados de assistência, tratamento e prevenção em grande escala. A iniciativa já apóia projetos desse tipo em países da África, Ásia e Caribe. Além disso, é diretor da Iniciativa Obesidade Infantil, que trabalha em parceria com empresas de refrigerantes e salgadinhos para o desenvolvimento de alimentos mais saudáveis para crianças na escola.

Contudo, é outro cargo que o tornou convidado de honra da Conferência. Diretor da Iniciativa de Mudanças Climáticas da Fundação Clinton, Magaziner tem trabalhado para reduzir custos para a aquisição de tecnologias que buscam maior eficiência energética e fontes renováveis de energia pelas grandes cidades do mundo, inclusive São Paulo.

Contra o aquecimento

Magaziner, no entanto, não será a única autoridade no assunto durante a Conferência. Diversos outros renomados especialistas brasileiros apresentarão as iniciativas que se unem por todo o território na luta contra o aquecimento global.

Balizados pelos temas “Desafio energético face às mudanças climáticas”, “A importância do Desenvolvimento Urbano para um município mais saudável” e “Transporte urbano na metrópole: impactos e soluções”, os palestrantes vão apontar modelos de conduta sustentável para as empresas.

Exemplo é a exposição da Professora Regina Maria Prosperi Meyer e de Luís Antonio Cortez do Metrô. Enquanto a professora apresentará o recente estudo urbanístico-ambiental sobre o vale do Tamanduateí, eixo da operação urbana diagonal sul, interfaces com o transporte urbano, Cortez analisará o Programa de conservação de energia/Impactos no sistema de transporte coletivo da cidade com a expansão do metrô.

O evento ainda contará com a presença do governador José Serra, do prefeito Gilberto Kassab e da Ministra de Meio Ambiente, Marina Silva, além da participação especial do senhor Ira Magaziner, da Fundação Clinton e do professor Carlos Nobre, do INPE.

De bem com o ambiente

Idealizada pelo vereador Gilberto Natalini, a Conferência de Produção Mais Limpa tem rendido bons frutos para a cidade de São Paulo. Graças às discussões dos anos anteriores, o projeto do aproveitamento da água de reuso na Capital assinado pelos vereadores Gilberto Natalini e Ricardo Montoro, foi aprovado e sancionado, bem como foram aprofundadas as propostas do uso de gás na frota de ônibus da capital e de fechamento da Usina de Compostagem da Lapa.

A conquista mais recente é o decreto assinado pelo prefeito Gilberto Kassab que determina o uso de entulho reciclado nas obras de pavimentação de vias públicas da cidade. Em 2006, os participantes da 5ª Conferência de Produção Mais Limpa discutiram estratégias para o destino dos resíduos sólidos das obras de construção civil na capital. Concluíram que o reaproveitamento era a principal estratégia para a consolidação de uma produção mais limpa no setor. Foi a partir desses estudos que Natalini propôs a Indicação ao prefeito.

A Produção mais Limpa, criada, em 1989, pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), é uma estratégia preventiva que permite que a empresa aumente a eficiência de uso de recursos naturais, através da minimização ou reciclagem dos resíduos gerados.

[01/06/2007 14:56:21] Semana do Meio Ambiente

Vereador Natalini promove várias
ações na semana do Meio Ambiente

Por iniciativa do vereador Gilberto Natalini, São Paulo vai comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, em 5 de junho, com uma série de atividades em respeito ao meio. Haverá plantio de árvores em todas unidades de saúde, coleta de pneus inservíveis e uma sessão solene na Câmara Municipal em comemoração à data.

Eduardo Jorge, Secretário de Meio Ambiente, Robert Chapman, da Fundação Clinton em São Paulo, Alexandre Schneider, secretário de Educação, além de vereadores e autoridades da área, participam da sessão que começará às 15h. A partir do meio dia, haverá uma coleta de pneus inservíveis no hall de entrada da Câmara, em parceria com a Associação para Valorização e Promoção de Excepcionais, com o Instituto Via Viva e com os Ecopontos da cidade.

O evento será organizado pela Comissão de Estudos para Apreciar os Problemas, Impactos e Discutir a Relação entre Causas e Efeitos do Aquecimento Global e a Cidade de São Paulo, presidida por Natalini. O objetivo é fomentar um debate que aprecie os problemas, impactos e a relação entre as causas e efeitos do aquecimento global com São Paulo, para que legisladores e a Administração criem mecanismos que mudem o futuro delineado pelo efeito estufa.

São Paulo mais Verde

Graças a proposta do vereador, cerca de 1400 novas árvores serão plantadas na cidade. As 600 UBSs da cidade vão plantar duas árvores cada, como acordado entre Natalini e a Secretária de Saúde, Maria Aparecida Orsini.

O gabinete do vereador também irá se mobilizar. Num mutirão em Cidade Ademar, cada assessor irá plantar 10 árvores.

Compromisso com uma cidade Saudável

O trabalho de Natalini pelo meio ambiente não é recente. Criou os seminários Cidade Saudável e Conferência Municipal de Produção Mais Limpa que há seis anos apresenta modelos de desenvolvimento sustentável para moradores, especialistas, empresários e autoridades da cidade. Graças aos estudos da Conferência do ano passado, Natalini propôs ao prefeito que nas obras de pavimentação de vias públicas fosse utilizado entulho reciclado. Economia nas finanças e respeito ao meio ambiente são os principais benefícios a curto prazo.

[06/06/2007 10:57:15] Dia Mundial do Meio Ambiente

Dia Mundial do Meio Ambiente

Por iniciativa do Vereador Gilberto Natalini, aconteceu na última terça-feira, dia 05 de junho de 2007, na Câmara Municipal de São Paulo, uma sessão solene em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente.
 

A sessão contou com a participação do Secretário de Meio Ambiente, Eduardo Jorge, do Secretário de Educação, Alexandre Schneider, do representante da Fundação Clinton em São Paulo, Robert Chapman, além de vereadores e autoridades da área.

leia mais

[12/06/2007 11:30:15] Utilizacao de Energia Solar

Simpósio discutirá utilização de energia solar

O incentivo à utilização da energia solar através de políticas públicas será debatido no Auditório Franco Montoro na Assembléia Legislativa de São Paulo em 15 de junho no simpósio SÃO PAULO A CAMINHO DO SOL: Simpósio sobre políticas públicas para o emprego da energia solar em São Paulo. O evento é promovido pelo gabinete do deputado José Augusto (PSDB), pela Comissão de Estudos sobre o Aquecimento Global da Câmara Municipal de São Paulo, que é presidida pelo Vereador Natalini, e pela Iniciativa Cidade Solares da Organização Não Governamental Vitae Civilis.

O objetivo do evento é divulgar a importância da utilização da energia solar através de políticas públicas e disseminar experiências, técnicas e legislação sobre o assunto. Dois projetos, em particular, serão debatidos: o projeto de lei do deputado José Augusto  que estabelece a obrigatoriedade da instalação de equipamentos de energia solar em edificações públicas novas e o projeto da Prefeitura Municipal de São Paulo que estabelece a obrigatoriedade da instalação de equipamentos para captação de energia solar em novas habitações.

“O Sol é uma fonte de energia barata e abundante, além disto contribui de forma significativa para evitar o aquecimento global, a perda de biodiversidade provocada pela construção de usinas hidrelétricas e pode gerar muito mais empregos”, comentou o deputado José Augusto.

O evento é destinado ao público em geral,, especialmente a prefeitos, vereadores e agentes públicos, assim como a dirigentes do Terceiro Setor com atuação na área ambiental.

Programação
Data: 15/6
Horário: das 9 às 13h
Local: Auditório Franco Montoro, Assembléia Legislativa de São Paulo

SÃO PAULO A CAMINHO DO SOL
Simpósio sobre políticas públicas para o emprego da energia solar em São Paulo

9h – Abertura
– Deputado Estadual  José Augusto
– Secretário do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo Eduardo Jorge
– Secretário do Meio Ambiente do Estado de São Paulo Xico Graziano
– Presidente da Comissão de Estudos sobre o Aquecimento Global da Câmara Municipal de São Paulo Vereador Gilberto Natalini .

10h30 – Mudanças climáticas: um prognóstico sobre transformações
– José Roberto Moreira, Centro Nacional de Referência em Biomassa da Universidade de São Paulo e membro do IPCC

11h – Casos de sucesso de emprego da energia solar: habitações de interesse social, edifícios de apartamentos, edificações industriais e de serviços
– Carlos Faria,Coordenador da Iniciativa Cidades Solares – Diretor Executivo do DASOL-Abrava

11h30 – A experiência de Belo Horizonte
–  Profa. Elizabeth Pereira Duarte, Grupo de Estudos de Energia Renovável, PUC-MG

12h – Vantagens sociais e ambientais e políticas públicas para o emprego da Energia Solar
– Délcio Rodrigues, pesquisador associado ao Instituto Vitae Civilis

12h30 – Debate