[03/04/2009 19:29:16] ZNnaLinha: portal da zona Norte e parceiro da P +L

ZNnaLinha: portal da zona Norte é parceiro da P +L

"O tema dessa 8ª Conferência é "Saúde e Meio-Ambiente: o Impacto das Mudanças Climáticas". Esse evento, que é fruto de uma resolução de 2001, que propõe que todo ano a Câmara Municipal realize uma conferência, quer dar continuidade a resultados práticos retiradas de conferências anteriores, como a lei da água de reúso, e uma máquina que tritura madeira oriunda de podas na cidade". Leia notícia completa

[15/04/2009 15:09:39] Na reta final para a P+L

Na reta final para a  P+L

O vereador Gilberto Natalini reuniu-se nessa semana, em seu gabinete, com sua assessoria para acertar os últimos detalhes para a 8ª Conferência Municipal de Produção Mais Limpa (P+L) que acontece em 26 de maio (terça-feira), das 8h às 18h no Memorial da América Latina. Discutiram detalhes como parceiros e assuntos em geral. A Conferência P + L tem por objetivo abordar temas relacionados ao conceito de município saudável estabelecido pela ONU, de forma a promover o desenvolvimento sustentável.

SERVIÇO:
8ª Conferência Municipal de Produção Mais Limpa
Saúde e Ambiente: impactos das mudanças climáticas
Local: Memorial da América Latina – Auditório Simon Bolivar
Data: 26 de maio de 2009 (terça-feira)
Horário: das 8h às 18h
Informações pelo tel. (11) 3396-4405

Vereador Natalini com os assessores Roberto, Tatiana e Luciana: finalização dos detalhes para a P+L

[05/06/2009 21:59:58] 2

Parque Orlando Villas Bôas, na Lapa
2ª audiência pública acontece terça, 9, às 20h

Acontece na próxima terça-feira, dia 9, a segunda audiência pública em cumprimento ao projeto de implantação do Parque Orlando Villas Bôas, na Lapa – Projeto de Lei 558/2004 de autoria do vereador Gilberto Natalini e sancionado pelo prefeito Gilberto Kassab (Lei 14.686/2008).

A reunião acontece a partir das 20h, na Praça Nossa Senhora do Ó, 26, Vila Leopoldina, Colégio Santo Ivo II.

Na primeira audiência, ocorrida em 5 de maio, tivemos a presença de 200 pessoas,  entre membros da comunidade e representantes da Subprefeitura da Lapa, Cetesb, Limpurb e Secretarias de Coordenação de Subprefeituras e Meio Ambiente.

O parque

O Projeto de Lei 558/2004 institui a criação do parque público na região da Lapa, em homenagem póstuma ao brasileiro Orlando Villas Bôas, ativista da causa indígena que passou os últimos anos de sua vida no bairro.

Para a elaboração do projeto, Natalini partiu de uma antiga reivindicação popular. No terreno onde será erguido o parque funcionava a Usina de Compostagem de Lixo de Vila Leopoldina, que incomodava a comunidade com o mau cheiro e o acúmulo de detritos.

Em 2004, finalmente houve a paralisação das atividades. Foi então que surgiu a ideia de desenvolver o projeto de criação de um parque no local.

O prazo de execução do novo espaço é de dois anos e contempla atividades esportivas, incluindo, em longo prazo, atividades de educação ambiental relacionadas ao Rio Tietê e atividades culturais em homenagem ao sertanista Villas Bôas.

SERVIÇO:
Segunda audiência pública de implantação do Parque Orlando Villas Bôas, na Lapa
Terça-feira, dia 9, a partir das 20h
Local: Praça Nossa Senhora do Ó, 26, Vila Leopoldina, Colégio Santo Ivo II

[22/04/2009 11:36:54] Conferencia Producao Mais Limpa chega a sua oitava edicao com muitos resultados

Conferência Produção Mais Limpa chega a sua oitava edição com muitos resultados

Em 2001, o vereador Gilberto Natalini apresentou o projeto que criava a Conferência Municipal de Produção Mais Limpa (P + L). Para estruturar uma iniciativa pioneira na cidade, Natalini partiu de “produção mais limpa”, desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Trata-se de uma estratégia preventiva que permite que as empresas aumentem a eficiência dos recursos naturais, através da minimização ou reciclagem dos resíduos gerados – ou seja, produzir mais poluindo menos.

Para Gilberto Natalini, a importância da Conferência Produção Mais Limpa reside no fato de que, “há oito anos, debatemos temas de muita pertinência numa época em que muito se fala sobre preservar o meio ambiente. Além de promover uma conscientização, a P + L também tem o objetivo de discutir medidas viáveis para contornar o problema ambiental em nível municipal. O diferencial da Conferência é que procuramos atingir todo tipo de público – população, leigos, especialistas, políticos, empresários”.

Edições anteriores e resultados

Em 2002, tivemos o primeiro ciclo anual de debates para abordar temas dentro desse conceito. O tema de estreia da P + L foi “A Saúde da Cidade – Políticas públicas”. Nos anos seguintes, seguiu-se a tendência de diversificar os temas, prezando sempre pela abrangência da abordagem.

A Conferência trouxe à discussão “A P + L na Cidade e na Indústria (2003)”; “Ferramentas para Sustentabilidade (2004)”; Gestão Ambiental (2005)”; “Resíduos Sólidos” (2006); “Aquecimento Global” (2007); e “O Etanol e a Cidade de São Paulo: Suas Perspectivas e Oportunidades (2008)”.

Em todas as edições, verificaram-se resultados pertinentes e, na maioria das vezes, inéditos. Entre eles, estão os projetos de lei, assinados por Natalini, que instituem no município a reutilização de água não potável para lavagem e irrigação de espaços públicos (projeto de lei 0258/2001) e o aproveitamento de madeira de poda de árvores – PAMPA (projeto de lei 0300/2007).

Oitava edição

Em 2009, a oitava edição da P + L discute, a partir das 8h do dia 26 de maio, no Memorial da América Latina, o tema “Saúde e Ambiente: impactos das mudanças climáticas”. O objetivo será abordar os riscos que o desequilíbrio ambiental representa à saúde pública (entre eles, as enchentes e a alta incidência de doenças como a dengue, a malária, a leptospirose).


Para maiores informações e a programação completa clique aqui

Para fazer sua inscrição clique aqui

Para ver a vinheta clique aqui

SERVIÇO:
8ª Conferência Municipal de Produção Mais Limpa
Data: 26  de maio de 2009
Local: Memorial da América Latina
Horário – 8h00 às 17h00

Informações à imprensa:
Jornalista José Cássio
Informações: (11)3396-4405

Veja Também:

15/04/2009
Na reta final para a P+L

02/04/2009
Realizada 2° Reunião Preparatória da 8° Conferência de Produção mais Limpa

16/03/2009
Começam preparativos para Conferência P + L

[23/04/2009 13:07:28] Na TV Camara, falando sobre a P + L

Na TV Câmara, falando sobre a P + L

O vereador Gilberto Natalini participou nessa semana do programa Diálogo, da TV Câmara São Paulo, debatendo detalhes da 8ª Conferência Municipal de Produção Mais Limpa (P+L) que acontece em 26 de maio (terça-feira), das 8h às 16h no Memorial da América Latina. A Conferência P + L tem por objetivo abordar temas relacionados ao conceito de município saudável estabelecido pela ONU, de forma a promover o desenvolvimento sustentável.

Vereador Gilberto Natalini aguardando o início do programa Diálogo da TV Câmara de São Paulo

 

SERVIÇO:
8ª Conferência Municipal de Produção Mais Limpa
Saúde e Ambiente: impactos das mudanças climáticas
Local: Memorial da América Latina – Auditório Simon Bolivar
Data: 26 de maio de 2009 (terça-feira)
Horário: das 8h às 16h
Informações pelo tel. (11) 3396-4405

Clique aqui para ver a programação completa

[23/04/2009 16:01:38] Sao Paulo mais limpa e mais saudavel

ARTIGO
São Paulo mais limpa e mais saudável

São Paulo está mudando de cara. A imagem de poluição que automaticamente se associa à cidade está se desfazendo – graças aos programas implantados em parceria pelos governos municipal e do Estado. Ao retirar o lixo das águas das represas e córregos, e promover e urbanizar seu entorno, a contribuição não é unicamente ambiental. Há também ação em benefício da saúde e do bem estar público. Em linhas gerais, são esforços voltados à promoção da qualidade de vida.

Atualmente, dois programas de despoluição merecem destaque em Sâo Paulo. Iniciados há cerca de dois anos, o Córrego Limpo e o Defesa das Águas trabalham com estratégias bem particulares, mas ambos visam ao combate das enchentes – que, conforme verificamos nas últimas semanas, são problemas graves na cidade. Da mesma forma, os dois programas demandam que a população também faça sua parte.

O Córrego Limpo é uma parceria entre Prefeitura e Governo do Estado – visando a limpeza dos córregos, a contenção e manutenção das margens, o atendimento às famílias removidas para a realização das obras e da fiscalização – além da ampliação das redes de esgoto. A primeira etapa acaba de ser concluída, tendo despoluído totalmente 28 córregos e recuperado outros 14. A segunda está prevista para trabalhar em mais 58 cursos de rios. Ao todo, o Córrego Limpo custará R$ 400 milhões e beneficiará quatro milhões de pessoas. Seu grande diferencial é que, com atuação pontual, reduz-se a quantidade de resíduos e detritos que desembocam nos rios Tietê e Pinheiros.

Enquanto isso, o programa Defesa das Águas atua nas áreas de mananciais, como as várzeas do Tietê, a Serra da Cantareira e a Represa Guarapiranga, responsável pelo abastecimento de 20% da Região Metropolitana de São Paulo. E, especialmente nessa última localidade, os resultados surpreendem. Apenas em fevereiro, a equipe do Defesa retirou o equivalente a mil sacos de lixo das águas da represa.

Ao todo, já foram retirados 11 mil sacos em dois anos. Por conta disso, hoje não são mais necessários mergulhadores para desentupir os canos submersos, que antes ficavam obstruídos pela sujeira despejada no reservatório. Para reforçar a operação, em breve, dois novos barcos de coleta de lixo vão entrar em operação.

Para garantir a efetividade plena desses dois programas, é necessário promover algum tipo de conscientização a fim de que as pessoas entendam o problema em despejar lixo nas águas da cidade. Importante lembrar que a população vizinha a mananciais e córregos é a que mais sofre com as inundações provocadas por chuvas fortes. E, nesses casos, as pessoas se veem cercadas pelo lixo que elas próprias costumam descartar. Isso sem falar na proliferação dos agentes causadores de doenças, como a leptospirose e a dengue.

Tornar São Paulo uma cidade mais limpa, agradável à vista e à saúde é um árduo trabalho que não inclui somente a ação pontual, como também a conscientização. Por isso, não se trata de obrigação de uma só parte. Este é um esforço conjunto, multilateral.

Finalizando, convido você, leitor, para participar no dia 26 de maio, em São Paulo, da oitava edição da Conferência Municipal Produção Mais Limpa (P + L), a partir das 8h, no Memorial da América Latina. O tema deste ano, “Saúde, Ambiente e os impactos das mudanças climáticas”, tem relação direta com a questão das enchentes e dos programas de despoluição.

A P + L vem reforçar a necessidade de promover a conscientização pública sobre o descarte correto do lixo, indo de encontro à necessidade de preservação do nosso meio ambiente – uma agenda tão inovadora quanto necessária à garantia do futuro de todos nós.

Gilberto Natalini é médico e vereador (PSDB/SP).

natalini@camara.sp.gov.br

 

[23/04/2009 22:03:20] Palestra sobre aquecimento global em Escola p

Palestra sobre aquecimento global em Escola pùblica na zona Leste

O vereador Gilberto Natalini falou aos alunos da tradicional Escola Estadual Condessa Filomena Matarazzo, na zona Leste. Tema: o Aquecimento Global, suas causas e conseqüência na cidade de São Paulo. Natalini fez uma apresentação e em seguida respondeu dezenas de perguntas formuladas pelos estudantes.

Vereador Natalini fala sobre aquecimento global para mais de 200 alunos da tradicional Escola Estadual Condessa Filomena Matarazzo

Tem-se hoje que os níveis dos chamados "gases do efeito estufa" estão em constante aumento, decorrência da queima de combustíveis fósseis, do desflorestamento, do uso inadequado do solo, da atividade industrial, entre outros. Os principais desses gases são o monóxido de carbono, o metano e o dióxido de enxofre.

Sua presença excessiva na atmosfera provoca um desequilíbrio no "funcionamento" regular do efeito estufa. Como resultado, elevam-se as temperaturas médias e, então, temos o chamado aquecimento global. Os efeitos vão desde o desconforto térmico até o derretimento das calotas polares, o que aumentaria o nível do mar – e áreas continentais, como os Países Baixos, poderiam ficar submergidos.

Apesar de ser um tema bastante discutido em âmbito mundial, muita gente ainda desconhece que cada um precisa fazer sua parte, aderindo a pequenas ações cotidianas. Portanto, faz-se necessário um programa de educação ambiental com o intuito de conscientizar e estimular a adequação de posturas individuais frente a esse problema. Nenhum lugar é tão ideal quanto uma escola para promover essa educação ambiental – que, cada vez mais, mostra-se tão importante quanto o conteúdo da grade curricular de ensino.

Nessa campanha educativa, crianças e adolescentes são o público-alvo, uma vez que representam, em longo prazo, a relação do homem com o ambiente que o cerca; uma vez que herdarão as consequências, talvez caóticas, da relação atual entre esses dois elementos, complementares entre si. São pontos importantes desse programa educacional: a coleta seletiva, a redução do consumo de energia doméstica, o uso do transporte público em detrimento do individual.

Nós, enquanto cidadãos, podemos valorizar mais as caronas, evitar impressões coloridas, reduzir o uso de papel, utilizar copos de vidro ou canecas em lugar de copinhos plásticos.

Para agendar uma palestra com o vereador na sua Escola, mande um email para natalini@camara.sp.gov.br, ou ligue para (11) 3396-4405

[30/04/2009 15:05:20] Conferencia Producao Mais Limpa: veja a vinheta, faca sua inscricao

Conferência Produção Mais Limpa: veja a vinheta, faça sua inscrição

Em 2001, o vereador Gilberto Natalini apresentou o projeto criando a Conferência Municipal de Produção Mais Limpa (P + L) que neste ano vai para sua oitava edição. Natalini partiu do conceito desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Trata-se de uma estratégia preventiva que permite que as empresas aumentem a eficiência dos recursos naturais, através da minimização ou reciclagem dos resíduos gerados – ou seja, produzir mais poluindo menos.

Nesta semana realizamos, com parceiros e apoiadores, a terceira reunião preparatória do evento deste ano, que vai acontecer em 26 de maio, no Memorial da Ámérica Latina. Recebemos o relatório de neutralização das emissões de CO2 do encontro de 2008, trabalho realizado pela consultoria PriceWaterHouseCoopers. Para neutralizar os impactos referentes ao ano passado, teremos de plantar 30 novas árvores em São Paulo.

Para se inscrever na Conferência, clique aqui

Para ver a vinheta do evento, clique aqui

3° Reunião Preparatória da 8ª Conferência Municipal de Produção Mais Limpa

 

[06/05/2009 16:57:21] Parque Orlando Villas Boas vai mudar a face da regiao

Noite de debates na Lapa
Parque Orlando Villas Bôas vai mudar a face da região

Nesta terça-feira, 5, na Lapa, foi realizada audiência pública para discutir a instalação do Parque Orlando Villas Bôas (Projeto de Lei 0558/2004, de autoria do vereador Gilberto Natalini) no terreno antigamente ocupado pela Usina de Compostagem de Lixo.

Com a presença do vereador Natalini, da subprefeita Soninha Francine, de representantes da Cetesb, das secretarias do Verde e Meio Ambiente, Coordenação de Subprefeituras, da Limpurb, do Ministério Público e da comunidade local, discutiu-se o projeto do novo espaço e seu cronograma de implantação.

Trata-se de um passo definitivo para que a região da Lapa conquiste seu primeiro parque público – uma reivindicação antiga, principalmente se levarmos em consideração a luta da comunidade pelo fechamento da Usina de Compostagem.

A iniciativa se mostra importante dentro do contexto atual da Lapa, que se desenvolveu como um dos principais pólos industriais da cidade. Aos poucos, a região foi se transformando até se configurar num dos bairros residenciais mais valorizados da capital.

Hoje, a região conta com 480 mil habitantes, em uma área de 40,1 km². Ostenta um dos melhores Índices de Desenvolvimento Humano e suas taxas de emprego são maiores que a média municipal.

Para o vereador Gilberto Natalini, autor da Lei de criação do parque e também um dos responsáveis pelo encerramento das atividades da Usina, em 2004, “considerando o caráter altamente familiar que a Lapa adquiriu nos últimos anos, com grande quantidade de crianças, um parque municipal na região é imprescindível para a melhoria da qualidade de vida da população, sem contar a valorização urbana e imobiliária”.

O projeto apresentado à comunidade é de autoria do arquiteto André Graziano, coordenador de áreas verdes da Prefeitura, a quem parabenizamos pela excelência do trabalho. Também merecem os nossos parabéns a subprefeita Soninha, pela iniciativa da audiência pública, além dos representantes públicos e os moradores que participaram.

Uma segunda audiência pública será marcada, com objetivo de definir os parâmetros do projeto apresentado.

Para o vereador Natalini, “foi um dia em que todos os moradores da Lapa e paulistanos em geral têm motivos de sobra para comemorar”.

Noel Villas Boas, filho do sertanista Orlando: família vai oferecer acervo para o memorial Vereador Natalini entre a subprefeita Soninha e o arquiteto Andre Graziano

O público participou ativamente da audiência pública: democracia O parque de 54 mil metros quadrados terá esporte, lazer e cultura: respeito ao Meio Ambiente

[07/05/2009 10:14:51] No SindusCon, falando das mudancas climaticas

No SindusCon, falando das mudanças climáticas

O vereador Gilberto Natalini participou nessa semana do Workshop Mudanças Climáticas na Construção Civil, organizado pelo departamento de meio ambiente do SindusCon-SP. O seminário reuniu representantes e especialistas de construtoras, incorporadoras, órgãos públicos, entidades, organizações não governamentais, fabricantes, pesquisadores, projetistas, consultores, empresas de crédito de carbono e instituições financeiras, com o propósito de disseminar o conhecimento sobre o tema, incentivar a discussão com os diversos agentes envolvidos e buscar soluções que irão interferir no ambiente construtivo.

Na oportunidade, Gilberto Natalini convocou os presentes para participar da 8ª Conferência Municipal de Produção Mais Limpa, que acontece no Memorial da América Latina, em 26 de maio (mais informações clique aqui).

Vereador Gilberto Natalini fala sobre os problemas causados pelas Mudanças Climáticas na Cidade de São Paulo

Da esquerda para a direita, Rachel Biderman – Coordenadora Adjunta do Centro de Estudos de Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas / GVCes / FGV, Gilberto Natalini – Vereador da Câmara Municipal de S. Paulo, Francisco Graziano Neto – Secretário do Meio Ambiente do Estado de S. Paulo, Sergio Watanabe – Presidente do SindusCon-SP, Eduardo Jorge Sobrinho – Secretário do Verde e Meio Ambiente da Cidade de S. Paulo, Paulo Safady Simão – Presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Francisco Vasconcellos Neto – Vice-presidente de Meio Ambiente do SindusCon-SP