Enchentes no Alto da Boa Vista foi tema de reunião na Câmara Municipal

Na manhã desta 5ª feira (29/11), o vereador Gilberto Natalini (PV/SP) presidiu a reunião de trabalho com representantes da Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras- SIURB, representada pelo Engenheiro Civil Pedro Algodoal e outros vereadores, para tratar dos problemas de infraestrutura que vem acarretando enchentes e inundações no Alto da Boa Vista, região Sul de São Paulo.


No município de São Paulo, as inundações causadas pelas chuvas intensas e pela impermeabilização do solo urbano, têm causado impactos consideráveis.
Sendo assim, as contínuas e frequentes inundações na região do Alto da Boa Vista e as intervenções para contê-las, de alto custo para o Poder Público, justificam a busca de uma abordagem complementar à puramente técnica-hidráulica, que dê atenção aos aspectos sociopolíticos, sem esquecer-se dos impactos ambientais inerentes à drenagem urbana e ao manejo de águas pluviais, sendo o foco principal da reunião.
Nestas condições, a iniciativa de Natalini é aplicar conjuntamente com os outros parlamentares uma emenda parlamentar para realizar o projeto da obra que irá nortear uma base de opções a serem consideradas para o método adequado de sistema de drenagem e minimizar os custos da obra que irá impactar a vida de muitos paulistanos.
O engenheiro da Prefeitura apresentou o método de Reservatório Linear, uma solução eficaz e sustentável para sanar os problemas das cheias da região, igualmente ao projetado para ser realizado no Vale do Anhangabaú. O sistema possuiu diversas câmaras que diminuem o escoamento da água, equacionando a infiltração da água pelo lençol freático. 
Por fim, Natalini complementou que as medidas de controle do escoamento através do projeto a ser realizado com as emendas parlamentares aliada à preservação e/ou requalificação de cobertura vegetal do solo na região garantirá a efetiva infiltração e a retenção hídrica, sanando o problema e servindo como piloto para as demais áreas problemáticas da cidade, uma importante vitória para o meio ambiente e para os paulistanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *