Os ODS da ONU foram inseridos no currículo escolar da cidade de São Paulo

Temos trabalhado de forma incansável pela promoção dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável- ODS da ONU. O nosso mandato é voltado completamente para o cumprimento dos ODS. Na Câmara de São Paulo, sou autor do Projeto de Resolução 44/2017 que formaliza a adesão da Câmara Municipal ao esforço de implantação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU e cria a Comissão Legislativa.

Enquanto secretário do Verde e do Meio Ambiente, fui o responsável pela Criação da Comissão Municipal dos OBJETIVOS de DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL – ODS na cidade de São Paulo, que infelizmente está sendo organizada em um ritmo extremamente lento, depois da nossa saída da Secretaria. No entanto a partir daí procuramos o secretário de Educação, Alexandre Schneider e apresentamos a importância da inclusão dos ODS no currículo de Ensino Fundamental. Schneider imediatamente abraçou a ideia e colocou em prática a nossa proposta.

O município de São Paulo construiu um novo currículo do Ensino Fundamental, publicado em dezembro de 2017, que de forma inédita inclui a Agenda 2030, relacionando seus objetivos de aprendizagem a cada um dos 17 ODS.

Foi com muita alegria que recebemos a informação que essa experiência foi apresentada nesta segunda-feira (23) na Reunião Técnica Regional de Alto Nível da América Latina e Caribe, evento preparatório para a 2ª Reunião Regional de Ministros de Educação da América Latina e Caribe, que acontece em Cochabamba (Bolívia) nos dias 25 e 26 de julho.

Com o novo currículo, a Secretaria Municipal de Educação do Município de São Paulo irá formar cidadãos globais, entendendo que todos (governos, agências da ONU, sociedade civil organizada, setor privado e cada cidadão de cada país) têm responsabilidades para que o mundo consiga atingir os ODS, adotados em 2015 pela Assembleia Geral da ONU.

Dentro dessa perspectiva, a Secretaria Municipal de Educação (SME) de São Paulo está colaborando para o cumprimento dos objetivos globais, envolvendo seus gestores, professores e estudantes, que somam mais de 1 milhão de pessoas.

Parabenizo o Secretário Alexandre Schneider pela iniciativa. São Paulo é sem dúvida uma cidade privilegiada.