Comissão de Saúde pretende articular grupo tripartite para debater verbas do SUS

A Comissão de Saúde, Promoção Social, Trabalho e Mulher aprovou, nesta quarta-feira (19/06), requerimento com o compromisso de discutir com a União, o governo estadual e o município de São Paulo a respeito dos gastos atuais com a saúde municipal e a necessidade de elevar as verbas para o SUS (Sistema Único de Saúde) paulistano.

De acordo com o vereador Gilberto Natalini (PV), autor do requerimento, 50% da população depende exclusivamente do atendimento do SUS, cujos serviços têm sido cortados devido ao volume do repasse – de 0,13% – para o Fundo Municipal de Saúde. Segundo Natalini, o município aplica na área de saúde mais de 20% dos recursos do Tesouro Municipal, financiando assim cerca de 80% do custo total do SUS na cidade.
Diante desses números, o vereador sugere a criação de uma comitiva de vereadores para conversar a respeito do financiamento do SUS com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, juntamente com representantes da prefeitura e governo estadual, já que o valor repassado hoje é considerado insuficiente.
“A conta não fecha, o município não consegue suportar no seu orçamento todo atendimento às pessoas que dependem do SUS, que inclusive vem de fora da cidade de São Paulo para serem atendidas aqui. O município não dá conta disso, queremos que a comissão faça as tratativas políticas para que eles também assumam as responsabilidades, pois o SUS é tripartite”, declarou Natalini.
Fonte: Site Câmara Municipal de São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *