A São Paulo sustentável que queremos- Workshop discute missão e visão da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente

Um importante evento, realizado na última quarta-feira (8), reuniu ambientalistas, empresas e governo para realizar uma análise estratégica das grandes apostas da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente- SVMA, para tornar a capital paulista mais sustentável. Na abertura do workshop, o Secretário Adjunto Fernando von Zuben apresentou dados e fatos para nortear as discussões, realizadas em grupo pelos participantes.

16508191_1481964791828106_9042902520895928206_n

Os temas discutidos foram extraídos das metas de governo definidas pela SVMA, e as atividades coletivas permitiram discussão de cada uma dessas metas por representantes dos diversos setores da sociedade (governo, sociedade civil, terceiro setor e empresas). O secretário Gilberto Natalini encerrou o evento, agradecido pela somatória de saberes que o encontro representava e enaltecendo a importância da retomada de importantes ações da SVMA para combater o passivo ambiental da cidade de São Paulo.
Emocionado, o secretário agradeceu aos presentes que representavam alternativas em busca de uma vida melhor, afirmando ser este o caminho para uma cidade mais sustentável. “Se formos organizar nossas tropas nesse sentido, teremos uma modificação rápida em alguns anos”, reiterou. Para ele, o pontapé inicial foi dado: reestruturar a Secretaria do Verde, com modestos 0,4% de dotação orçamentária do município.
Natalini falou em dar o exemplo, vencendo as dificuldades administrativas, econômicas e até morais encontradas na pasta, e dar a volta por cima. “Vamos reconstruí-la dando exemplos de atuar com rigor no horário, de não errar, de não fazer safadeza com o dinheiro público. Vamos disseminar essa cultura a todos os funcionários, e também à sociedade civil. Se não conseguirmos atingir esse objetivo, nossa espécie estará ameaçada. Mesmo sem recursos, temos a vontade e a disposição de tornar São Paulo uma cidade mais sustentável e humanizada, com dedicação e responsabilidade”.
Educação e parcerias
As metas previstas para os próximos quatro anos são: informatização do licenciamento ambiental; ampliar a cobertura vegetal por meio da tecnologia e de parcerias; alavancar a coleta seletiva por meio de parcerias e seguir o Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS); inovar programas que diminuam o efeito estufa de gases e poluição particulada; implantar projetos de recuperação de córregos e áreas de mananciais; preservar a biodiversidade da cidade de São Paulo; e mobilizar a cidade em um amplo projeto de Educação Ambiental.
A preservação da vegetação nativa, por meio de um PMMA – Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica, será aprimorada por meio de parceria técnica com a Fundação SOS Mata Atlântica. No quesito poluição climática, a meta do governo é estabilizar as concentrações dos gases de efeito estufa, de forma que sua interferência seja minimizada em relação aos ecossistemas.
A coleta seletiva foi outro ponto discutido, não apenas pela geração crescente de resíduos, mas principalmente para propor formas de transformar essa atividade em geração de renda, emprego e inclusão social diminuindo ainda, a emissão de Metano nos aterros sanitários. Por aí circulam as ferramentas de educação ambiental, com parcerias envolvendo a capacitação de pessoas que ocupam abrigos. Esses moradores terão acesso a cursos de jardinagem e horticultura, numa parceria entre a Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ) e a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).
O destaque da explanação da Divisão de Fauna foi para o CeMaCAS – Centro de Manejo e Conservação de Animais Silvestres, o maior da América Latina mantido pelo poder público. Uma das ações futuras é implantar ali um sistema natural para tratamento de seus efluentes (Wetland). A edificação de 62.000 m² foi erguida com verba dos créditos de carbono da usina de biogás e equipada com verba de oriunda de Compensação Ambiental do trecho Oeste do Rodoanel.
 
 

About natalini

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.