Na terça, dia 25, Comissão da Verdade vai ouvir coronel do Exército sobre suborno a general que apoiou golpe de 1964

O coronel do Exército reformado Erimá Pinheiro Moreira, de 89 anos, prestará depoimento nesta terça-feira (25) ao presidente da Comissão Municipal da Verdade Vladimir Herzog, vereador Gilberto Natalini, sobre a denúncia de que o general Amauri Kruel, comandante do 2º Exército (atual Comando Militar do Sudeste), foi subornado em 31 de março de 1964, dia do golpe militar que depôs o ex-presidente da República João Goulart, para trair as forças legalistas e apoiar o movimento dos generais.

CoronelErimaPinheiroMoreira01

De acordo com o coronel Moreira, que era major farmacêutico na época e servia no Hospital Geral Militar de São Paulo, Kruel recebeu seis maletas, com um total de US$ 1,2 milhão, do então presidente da Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo), Raphael de Souza Noschese. Conforme o coronel Moreira, o general Kruel dizia que morreria em defesa do presidente João Goulart. Mudou de posição após receber o dinheiro. O general havia sido chefe do Gabinete Militar e ministro da Guerra de Goulart.
O depoimento do coronel Moreira à Comissão Municipal da Verdade será às 11 horas, no 1º subsolo (Sala Sérgio Vieira de Melo) da Câmara Municipal de São Paulo, que fica no Viaduto Jacareí, 100, Centro da cidade. Informações pelo telefone 3396-5026.

About natalini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *